EMAGRECER COM SAÚDE

OBESIDADE E BULLYING

11 de abril de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: SÍNDROME DE OVÁRIO MICROPOLICÍSTICO E SÍNDROME DE OVÁRIO MICROCÍSTICO,


É ​​A MAIS COMUM ENDOCRINOPATIA (DOENÇAS ENDÓCRINAS) EM MULHERES EM IDADE REPRODUTIVA, COM PREVALÊNCIA (FREQUÊNCIA) DE ATÉ 10%. E EM MULHERES COM SÍNDROME DE OVÁRIO MICRO E POLICÍSTICO, OS CASOS DE INFERTILIDADE SÃO DE APROXIMADAMENTE 70% NAS MULHERES EM IDADE DE REPRODUÇÃO.


Uma das maiores angústias das mulheres em fase de reprodução, é a dificuldade de procriar através da atividade sexual convencional, sem necessidade de utilizar terapêuticas de indução ovulatórias clínicas ou in vitro. Não é só pelo custo elevado do procedimento médico in vitro, mas também pela ansiedade advinda da dúvida do êxito adequado ou mesmo no caso de multi-fetos, que eventualmente pode ocorrer. A Síndrome dos ovários policísticos ou microcístico é ​​a mais comum endocrinopatia em mulheres em idade reprodutiva, com um prevalência de até 10%. Vários critérios diagnósticos têm sido propostos, geralmente em torno das características de hiperandrogenismo (aumento dos hormônios masculinizantes) e / ou hiperandrogenemia (ou diminuição dos hormônios responsáveis pela ovulação e fixação do óvulo ao encontrar o espermatozoide na trompa de Falópio e se fixar no endométrio, formando a placenta), oligo-ovulação e ou desorganização da morfologia (características) policísticos ovariana, com ciclos anovulatórios. A resistência à insulina está presente em quase a maioria dos casos, com contrapartidas hiperinsulinemia (aumento da quantidade da insulina e IGF-1) situação que agrava o mecanismo hormonal do ovário, (desorganizando o mesmo), contribuindo para o hiperandrogenismo (aumento dos hormônios masculinizantes) por estimulação da secreção de androgênios ovarianos e inibição da globulina de ligação do hormônio hepático de produção (de diversos hormônios do ovário). Infelizmente ocorre a disfunção do tecido adiposo (gordura) que está implicado como um contribuinte para a resistência à insulina observadas na Síndrome dos Ovários Policísticos ou Microcístico. Fatores ambientais e genéticos têm também um papel no desenvolvimento desta síndrome. A síndrome dos ovários policísticos ou microcístico está associada com morbidade (comprometimento) de numerosos problemas sérios na saúde da mulher, incluindo a infertilidade, complicações obstétricas, diabetes mellitus tipo 2, doença cardiovascular, humor e transtornos alimentares, incluindo a maior facilidade de adquirir aumento de peso como sobrepeso, obesidade, obesidade abdominal, intra visceral e central. Apesar destas morbidades (comprometimento) , Síndrome dos Ovários Policísticos ou Microcístico pode ser comum em nossa sociedade devido às vantagens científicas evolutivas, onde síndrome na antiguidade, era responsável por um número menor de famílias, atualmente a redução na exposição à mortalidade relacionada ao parto, aumento de massa muscular e maior capacidade de armazenar energia, e um número sensivelmente menor da prole, e maiores armas no diagnóstico e terapêutica.
O diagnóstico da Sindrome dos Ovários Policísticos ou Microcístico, deve ser feito sobre o estabelecimento de características-chave quanto a exclusão de outras como o hiperandrogenismo ou oligo-desordens ovulatórias. Atualmente o tratamento deve ser focado com objetivos de melhorar sintomas de hiperandrogenismo (aumento dos hormônios masculinizantes), indução da ovulação e prevenção de risco cardiometabólico que pode ter ligação como uma das complicações, deste transtorno feminino.

AUTORES PROSPECTIVOS

Dr. João Santos Caio Jr 
Endocrinologia – Neuroendocrinologia 
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio 
Endocrinologia – Medicina Interna 
CRM 28930 

Como Saber Mais:
1. A infertilidade, complicações obstétricas, diabetes mellitus tipo 2, doença cardiovascular, humor e transtornos alimentares, incluindo a maior facilidade de adquirir aumento de peso como sobrepeso, obesidade na síndrome?
http://pesocontrolado.blogspot.com 

2. A Síndrome dos ovários policísticos ou microcístico é ​​a mais comum endocrinopatia em mulheres em idade reprodutiva?
http://endocrinologiaclinica.blogspot.com/ 

3. Fatores ambientais e genéticos têm também um papel no desenvolvimento desta síndrome?
 
AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.

Referências Bibliográficas:
Mark O. Goodarzi, Daniel A. Dumesic, Gregorio
Chazenbalk & Ricardo Azziz Nature Reviews Endocrinology 7, 219-231 (April 2011) | doi:10.1038/nrendo.2010.217.







Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55(11) 7717-1257
ID:111*101625
 
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: 
drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com


Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/
 

Site Van Der Häägen Brazil
 
http://www.vanderhaagenbrazil.com.br/
http://www.clinicavanderhaagen.com.br/

Google Maps:

http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17
Seguir no Google Buzz